Cadastro Casa Verde e Amarela: tudo o que você precisa saber

Compartilhar:

24.Março.2021

O programa habitacional do governo federal continua com a menor taxa de juros do mercado e pode ser a sua chance de sair do aluguel e comprar a casa própria. Quer descobrir se você é elegível? Vem com a gente que explicamos tudo que você precisa saber!

Com as taxas de juros mais baixas do Brasil, o Casa Verde Amarela é um grande atrativo para quem sonha em ter a casa própria e sair do aluguel. O programa habitacional do Governo Federal substituiu o Minha Casa Minha Vida, mas manteve o seu objetivo principal: ajudar famílias a terem acesso a moradias dignas e de qualidade.

A estimativa é contemplar 1,2 milhão de famílias até 2022. Para ser um dos beneficiários é preciso preencher alguns requisitos. Se você ainda não sabe se pode se candidatar para financiar o seu apartamento pelo programa, vamos explicar tudo para você! Mas antes, é importante que você tenha uma visão geral sobre o Casa Verde e Amarela. Vem conferir!

O que é o programa Casa Verde e Amarela?

O Casa Verde e Amarela é o maior programa habitacional do Governo Federal e tem como objetivo promover o direito à moradia a famílias residentes em áreas urbanas com renda mensal de até R$ 7 mil.

O programa é uma reformulação do Minha Casa Minha Vida, mas mais abrangente. Além do subsídio do Governo Federal para o financiamento de imóveis novos ou usados, a nova versão do programa inclui a possibilidade de regularização fundiária e reformas habitacionais.

As taxas de juros continuam as menores do país (a partir de 4,25% ao ano), principalmente para as regiões Norte e Nordeste, onde há um déficit habitacional elevado.

Por que financiar pelo Casa Verde e Amarela?

Financiamento fácil: o programa torna mais fácil o processo de compra e financiamento do seu apartamento com a possibilidade de quitá-lo em até 360 meses.

Subsídio: parte do valor do imóvel será pago pelo Governo Federal, viabilizando o pagamento de prestações do financiamento com valor menor que o aluguel

Taxa de juros: mesmo com a reformulação, o programa ainda oferece valores bem abaixo dos praticados pelo mercado.

Sonho da casa própria: quer benefício maior do que dizer adeus ao aluguel e ter o seu apartamento próprio?

Mas quem pode ser beneficiado pelo programa?

Para ser um dos beneficiados do Casa Verde e Amarela, você precisa preencher alguns requisitos básicos. O primeiro deles é não ter renda mensal superior a R$ 7 mil.

Além de ter meios de comprovar a sua renda familiar, é importante que você não tenha o nome negativado. A Caixa Econômica Federal, principal agente financeiro do programa, não permite a aprovação de financiamentos para famílias com restrição no nome.

Outra condição do programa é que ele é destinado apenas para quem ainda não possui um imóvel próprio.

Quais as condições de pagamento e taxas de juros?

O Casa Verde e Amarela oferece condições de pagamento e taxas de juros de acordo com a renda da sua família. Os valores máximos dos subsídios também variam dependendo da cidade em que você deseja comprar o seu imóvel.

Fato é que quanto menor for a sua taxa de juros, maior será o seu poder de financiamento e, consequentemente, menor será a sua parcela.

Assim como o Minha Casa Minha Vida, o Casa Verde e Amarela divide a população por faixas de renda que podem ser contempladas. Confira a seguir em qual dos grupos você se encaixa:

Grupo 1:
Renda bruta familiar: até R$ 2.000,00.
Taxa de juros:
- Sul, Sudeste e Centro-Oeste: de 4,5% (cotista do FGTS) a 5,25% (não cotista)
- Norte e Nordeste: de 4,25% (cotista do FGTS) a 5% (não cotista)

Grupo 2:
Renda bruta familiar: até R$ 4.000,00.
Taxa de juros:
- Sul, Sudeste e Centro-Oeste: de 5% (cotista do FGTS) a 7% (não cotista)
- Norte e Nordeste: de 4,75% (cotista do FGTS) a 7% (não cotista)

Grupo 3:
Renda bruta familiar: até R$ 7.000,00.
Taxa de juros: de 7,66% (cotista do FGTS) a 8,16% (não cotista), sem distinção entre as regiões do país.

Como se inscrever no Casa Verde e Amarela?

Para dar entrada no financiamento, você precisa primeiramente reunir a documentação necessária (veja abaixo). Com a sua documentação em mãos, a construtora de sua escolha poderá realizar uma simulação do seu financiamento para que você se planeje financeiramente. Caso a simulação esteja dentro do que você imagina, a construtora dará entrada no processo de solicitação do financiamento junto à Caixa Econômica Federal.

A inscrição será avaliada e, depois da análise, é preciso aguardar a aprovação dos documentos. Se o processo junto à Caixa for aprovado, você assinará o contrato de financiamento e o seu sonho da casa própria vai virar realidade.

Confira a documentação necessária:
- Documentos de identificação (RG e CPF)
- Comprovante de estado civil (certidão de nascimento, certidão de casamento)
- Declaração de contribuição do Imposto de Renda
- Comprovação de renda (holerite/contracheque/carteira de trabalho/pró-labore ou extratos bancários da conta física para trabalhadores autônomos)

Agora que você já sabe se tem ou não perfil para financiar o seu apartamento pelo programa Casa Verde e Amarela, é hora de colocar em ação o plano da conquista da casa própria.

Você viu neste post que se você tem renda mensal de até R$ 7 mil, ainda não possui um imóvel próprio e está com o seu nome limpo na praça, você tem chances reais de conquistar o seu apartamento próprio com condições de pagamento diferenciadas e com as menores taxas de juros do Brasil.

Planeje-se financeiramente, reúna os seus documentos e entre em contato com a construtora de sua preferência para dar esse importante passo na sua vida!

Essas informações foram úteis para você? Confira mais conteúdo como esse no nosso blog e nas nossas redes sociais: Facebook e Instagram.

Compartilhar:

Chat Whatsapp
X

Preencha com o seu nome completo.

Preencha com o seu email de contato.

Preencha com o seu telefone e DDD.