Primeiro imóvel: 8 dicas para comprar o seu

Compartilhar:

03.Maio.2021

A compra do primeiro imóvel é sempre um acontecimento! A gente pesquisa muito, pensa em cada detalhe e procura as melhores estratégias para fechar um bom negócio. Conheça algumas práticas que vão te ajudar nessa jornada

Vai comprar um imóvel pela primeira vez? Então prepare-se para uma jornada de muito aprendizado, mas também de satisfação pessoal. A aquisição do primeiro imóvel, seja casa ou apartamento, é um marco muito importante e uma grande conquista. Tanto para sair da casa dos pais ou do aluguel, a compra de um imóvel é um passo rumo à independência e à realização de um sonho para si e para a família.

Antes de assinar qualquer contrato, você precisa estar atento a alguns cuidados e traçar uma estratégia eficiente para evitar surpresas pelo caminho e não se arrepender depois. Para fechar um bom negócio, é fundamental estar bem informado, consciente das suas necessidades, além de conseguir equilibrar as suas expectativas com a sua condição financeira.

Concretizar uma boa compra de imóvel vai exigir de você uma dose de pesquisa, senso de oportunidade, mas principalmente muito planejamento. Este talvez seja o maior segredo para uma aquisição de sucesso.

Para você que está iniciando essa jornada, separamos essas 8 dicas valiosas que vão auxiliar você no planejamento e organização para a compra do seu primeiro imóvel. Vem conferir!

1 - Avalie se é o momento certo para comprar o seu primeiro imóvel

Apesar de ser sinônimo de estabilidade e autonomia para a maior parte das pessoas, a decisão de comprar um imóvel envolve um compromisso financeiro de anos e, por isso, não deve ser tomada de impulso. Antes de tudo, é preciso ponderar: este é o melhor momento para comprar o meu primeiro imóvel?

Para responder a essa pergunta, avalie principalmente em qual cenário profissional e financeiro você está inserido: você vive uma fase de estabilidade na carreira com uma fonte de renda estável? Se sim, reflita também se o seu companheiro e demais membros da família estão dispostos a se envolver com esse projeto. Por mais nobre que seja o desejo de adquirir um imóvel, é importante analisar se todos da família estão em sintonia e comprometidos na realização desse sonho.

2 - Faça um bom planejamento financeiro 

O engajamento da família na compra do primeiro imóvel começa pela consolidação de um planejamento financeiro. Com um pouco de disciplina e organização, é possível se preparar financeiramente para comprar a casa própria.

Separe o que você vai poupar assim que o salário cair na sua conta. No começo, pode ser 10% do que você ganha e, com o tempo, você pode aumentar esse percentual de acordo com as suas possibilidades. Se a conta não está fechando, separe as despesas supérfluas das mais essenciais e corte aquilo que não trará impacto para a sua economia.

Elimine outras dívidas. Elas são sinônimo de juros altos e, quase sempre, acabam virando uma bola de neve. Para ficar sem crédito na praça custa pouco. Por isso, comece agora mesmo a fazer um controle financeiro para ficar livre desses débitos. Além disso, não deixe o dinheiro que você suou para economizar parado no cofrinho ou na poupança. Hoje em dia existem outras alternativas seguras e rentáveis para valorizar suas economias. Em resumo, planeje bem os seus custos e aprenda a se tornar um poupador.

3 - Seja assertivo na escolha da localização

Está com as contas em dia e com um planejamento financeiro bem estruturado? Agora é hora de avaliar a localização onde você pretende ter o seu primeiro imóvel. Essa etapa é vital para o sucesso do seu projeto de aquisição, tanto para quem vai morar sozinho quanto para os casais.

Não se guie apenas pelo seu desejo e identificação emocional com o bairro em questão. Faça uma lista avaliando racionalmente se a localização oferece uma estrutura compatível com a sua rotina de vida. Qual a distância e tempo de deslocamento do bairro até o seu trabalho ou a escola dos filhos? O bairro é próximo de estações de ônibus ou de metrô? Possui comércio perto, como mercados, farmácias e padarias? Como são as vias de acesso ao bairro, o tráfego na região é intenso? Tudo isso deve ser levado em conta!

Para analisar algumas especificidades do bairro, visitas em diferentes turnos do dia podem ajudar. Assim, você pode ver a dinâmica do bairro de perto, o quão seguro ele é e ainda dar uma olhada no trânsito. Quem sabe um papo com algum morador da região para ter outras informações mais fidedignas?

O Google Maps pode ser uma ferramenta interessante nessa etapa também. Com ele você pode medir a distância entre a sua futura casa e outros estabelecimentos.

Por último, lembre-se que uma localização privilegiada é um item que agrega valor ao imóvel e que áreas urbanizadas com expectativa de desenvolvimento devem ser valorizadas na escolha.

4 - Saiba qual o perfil de imóvel ideal para você

Imóvel novo, usado ou na planta? As possibilidades são muitas e você precisa estar ciente sobre o perfil de imóvel ideal para você e sua família. Se você não tem pressa para se mudar, um imóvel na planta pode trazer vantagens financeiras, além de um acabamento novinho em folha. Já um imóvel usado pode garantir mais espaço, mas você provavelmente terá custos adicionais com reforma.

Toda a estrutura do imóvel precisa ser analisada: qual o número ideal de quartos? A família vai crescer em breve e vocês vão precisar de mais espaço? Garagem é um item prioritário ou supérfluo? Uma ou duas vagas? A área de lazer é relevante para a família?

Perguntas assim ajudam a determinar o que é essencial para vocês. Pense sobre o que você gostaria de ter, mas pode abrir mão; o que você não gostaria de ter, mas pode aceitar caso o imóvel agrade você; e o que o imóvel não pode ter de forma alguma.

5 - Pesquise bem antes de comprar o primeiro imóvel

Com o perfil de imóvel que você deseja em mente, é o momento de iniciar o trabalho de pesquisa. A internet possui muitas ofertas de imóveis e vai ser uma grande aliada nesta etapa, ajudando você a economizar no tempo de busca.

No site das construtoras você consegue até fazer simulações de financiamento, conversar com um corretor e até mesmo agendar uma visita a um estande de vendas, por exemplo.

Nessa etapa inicial, não se preocupe em encontrar o imóvel perfeito logo de cara. O exercício inclui marcar todos os imóveis que lhe despertam interesse e listá-los de acordo com a sua preferência.

Listar e revisar as suas opções de compra é uma atividade que ajuda a alinhar a sua expectativa com o investimento que você pode e deseja fazer.

Nessa etapa de pesquisa você também vai ficar mais familiarizado com o mercado imobiliário, as formas de financiamento e condições de pagamento disponíveis, o que vai facilitar quando for a hora de avançar na negociação de compra.

6 - Eleja uma construtora de confiança para ser sua parceira

Antes de iniciar o relacionamento com qualquer construtora, é essencial reunir algumas informações básicas sobre ela. Qual o histórico e credibilidade dessa construtora no mercado? As obras anteriores dizem muito sobre o compromisso e profissionalismo da construtora. Os clientes dela estão satisfeitos com a entrega realizada? Faça uma pesquisa nas redes sociais e observe os comentários e avaliações dessa construtora. Se possível, converse com um cliente e peça para ele compartilhar como foi a experiência dele na aquisição do imóvel.

Você precisa estar seguro e tranquilo em relação à sua escolha. Dessa forma, estabelecer uma relação transparente com a construtora escolhida para comprar o seu primeiro imóvel é tão importante quanto saber as características do apartamento ideal para você.

Mantenha um canal aberto com a construtora para evitar problemas futuros. Cobre acesso a informações relevantes como tempo de conclusão de obra, qualidade do material usado na construção, condições de pagamentos, entre outros. Caso você perceba que a construtora está resistente em responder aos seus questionamentos, se ela não está disposta a dar a atenção que você merece, talvez seja necessário rever essa escolha e partir para outras possibilidades.

7 - Analise as opções de financiamento 

O financiamento é a forma mais rápida e comum de se obter um imóvel quando não se tem o valor total em mãos. Essa é a opção mais acessível para a maior parte dos brasileiros.

Caso você decida pelo financiamento, alguns cuidados devem ser tomados. Um deles é verificar se ele não vai comprometer a renda mensal da sua família. Outro ponto é ver a possibilidade de conseguir economizar dinheiro o suficiente para dar uma entrada maior na compra do imóvel, assim o valor financiado fica menor e as parcelas mais suaves.

O financiamento geralmente é feito entre cliente e banco, mas também pode ser intermediado e facilitado pela construtora quando ela já tem experiência e um bom relacionamento com os bancos. É importante que você se informe sobre todas as opções de financiamento que estão ao seu alcance, inclusive avalie se você se encaixa no perfil de crédito disponível pelo programa Casa Verde e Amarela do Governo Federal.

8 - Prepare-se para bater o martelo

Se você já escolheu o imóvel, a construtora e o tipo de financiamento que mais lhe atende, você está finalmente mais perto de realizar o sonho da casa própria. É chegado o momento de pensar nos detalhes dessa aquisição.

Você precisará reunir uma série de documentos para o corretor, como carteira de identificação com foto do titular, CPF, holerites ou outra comprovação de renda, certidões negativas e extrato do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço).

Quanto aos recursos para a compra, o valor do FGTS deve ser comprovado, já que ele é utilizado na entrada do imóvel e também condiciona as prestações do financiamento. Além disso, quanto maior a entrada, menor o valor financiado com o banco, e consequentemente, as prestações.

Documentação em dia e todas as dúvidas sanadas? Então é hora de bater o martelo. Não assine nenhum contrato se você não estiver certo da decisão que tomou.

A aquisição do primeiro imóvel é um passo muito importante e deve ser dado com cautela. Siga essas 8 dicas listadas no post e você terá mais chance de fechar um bom negócio. Boa sorte!

Gostou deste post? Leia mais conteúdos como esse no nosso blog e nas nossas redes sociais: Facebook e Instagram.

Compartilhar:

Chat Whatsapp
X

Preencha com o seu nome completo.

Preencha com o seu email de contato.

Preencha com o seu telefone e DDD.