Relacionamento financeiro com o banco: por que e como isso pode te ajudar a conquistar a casa própria?

Compartilhar:

18.Maio.2021

Se o objetivo é realizar o sonho da casa própria, você precisa se organizar com antecedência. Uma das etapas desse planejamento é consolidar um bom relacionamento com o seu banco. Saiba como no post! 

 

Os benefícios de se construir um bom relacionamento financeiro com o banco podem ser medidos na hora de adquirir a casa própria. Quando falamos na compra de uma casa ou apartamento, muitas pessoas ficam em dúvida em relação ao financiamento. Por serem um pouco mais complexos do que os empréstimos, os financiamentos demandam um processo mais detalhado de análise de crédito. 

 

Os procedimentos exigem um pouco mais de paciência, já que o banco precisa se certificar de que você terá condições de assumir o compromisso de longo prazo e pagar tudo direitinho. Se você é um cliente que sempre cumpre os prazos, o banco terá seu histórico registrado e saberá que você é confiável, que oferece poucos riscos à instituição e, por isso, poderá contar com taxas de juros e prazos mais vantajosos em suas negociações.

 

Mas isso não significa que construir um bom relacionamento com o seu banco trate apenas de conseguir benefícios financeiros. Estabelecer uma relação de confiança é fundamental para que você tenha acesso a soluções que de fato atenderão às suas necessidades. É como quando a lavanderia ou o restaurante que você frequenta conhecem seus pequenos gostos e, por isso, podem oferecer melhores opções. O mesmo acontece com a instituição financeira: ela conhecerá o seu histórico, saberá como você paga as suas faturas de cartão de crédito ou utiliza o cheque especial, podendo disponibilizar para você melhores produtos e condições para a realização dos seus sonhos, além de assumir um papel mais proativo em sua vida, identificando oportunidades para elevar a sua posição financeira.

 

A jornada para a realização do sonho da casa própria começa, portanto, bem antes da assinatura do contrato de compra. Preparar-se com antecedência é essencial e uma das etapas desse planejamento é consolidar um bom relacionamento com o seu banco. 

 

Antes de tudo, escolha uma instituição financeira em que você confie e seja fiel a ela. Algumas condutas podem te ajudar a fortalecer esse vínculo. Confira algumas delas a seguir:

 

Tempo de relacionamento com o banco

 

Além de fornecer um ponto de contato, um relacionamento bancário de longo prazo agiliza a gestão financeira. Quando o banco já está familiarizado com a sua situação financeira, é mais prático reunir suas informações e definir com assertividade o que você precisa e como obter.

 

Isso é benéfico principalmente na hora de solicitar um financiamento, quando o processo de aprovação pode ser mais demorado e complicado se a instituição financeira não sabe muito de seu histórico a partir de uma relação de negócios anterior.

 

Isso não quer dizer que você não possa abrir uma conta bancária e iniciar um relacionamento com o banco no momento da compra do imóvel. Mas acaba sendo um facilitador caso exista esse relacionamento prévio, já que toda operação de empréstimo oferece algum risco para o banco.

Relacionamento com o seu gerente 

 

Tempo de conta no banco ajuda, mas a principal vantagem é que isso propicia um vínculo maior com o gerente da instituição. É ele, afinal, que pode buscar taxas melhores e agilizar o seu financiamento. Se você for profissional liberal, por exemplo, e ele souber do seu histórico no banco, isso tende a ajudar na liberação do crédito. Ou ainda, se você precisa de uma complementação de renda informal, no caso da sua renda ser variável, esse fácil acesso ao histórico do seu extrato bancário pode auxiliar no processo de aprovação.

 

Isso serve principalmente para bancos com agências físicas, em que você tem a oportunidade de negociar com o gerente pessoalmente. Mas não perca de vista que, mesmo num atendimento telefônico ou num chat, é importante cultivar um bom relacionamento, sendo cordial e educado com os profissionais dos quais você pode precisar contar com a boa vontade no futuro.

Perfil de uso dos serviços e produtos bancários

 

Nutrir um bom relacionamento com o banco significa não apenas ter um vínculo de longa data, mas também ser um cliente ativo. Movimente a sua conta bancária e procure contratar outros produtos do seu banco, como um seguro de automóvel ou de residência, por exemplo. Você vai adquirir apenas os produtos que fazem sentido para você, obviamente, mas sempre que possível e que for atender a sua demanda, mostre ao banco que você tem interesse em consumir os serviços dele. 

 

Algumas taxas de juros são destinadas a clientes mais fidelizados que possuem uma boa avaliação interna no banco. Essa análise de perfil é baseada no relacionamento e nas atividades que você mantém com ele. Cada instituição financeira possui critérios próprios de avaliação, mas normalmente levam em conta algumas condutas sobre as quais você pode ficar mais atento a partir de agora, como por exemplo: 

 

Pagamento em dia: faça um esforço para não atrasar as suas contas. Se você costuma atrasar ou parcelar faturas do cartão de crédito, o banco pode desconfiar da sua capacidade de pagamento. As instituições financeiras inclusive já consideram o uso do rotativo como uma dívida, um ônus em sua busca por crédito. 

 

Cheque especial: você usa todo mês o cheque especial e estoura o limite com frequência? Isso é motivo para você se preocupar, caso precise de um financiamento. Dificilmente o banco vai aprová-lo, por duvidar de sua capacidade de pagamento.  

 

Score de crédito:consultas à sua pontuação em instituições, como Serasa e Boa Vista, podem ser um dos critérios utilizados para a concessão de crédito no seu banco. Essas empresas utilizam modelo estatístico calculado com base em informações relevantes para a análise de risco de crédito, indicando as chances de o consumidor pagar suas contas em dia. Nos aplicativos dessas empresas, você pode visualizar o seu score e receber dicas de como melhorar a sua pontuação.

 

Neste post você viu que ter um bom relacionamento com o seu banco não é uma garantia, mas pode ser uma vantagem na hora de conseguir um financiamento com taxas e juros acessíveis para comprar a casa própria. Cultive um bom relacionamento com o seu gerente, movimente a sua conta bancária, faça o pagamento de contas em dia e contrate produtos adicionais do banco sempre que possível. Você não tem nada a perder!

 

Gostou deste post? Leia mais conteúdos como esse no nosso blog e nas nossas redes sociais: Facebook e Instagram. 




Compartilhar:

Chat Whatsapp
X

Preencha com o seu nome completo.

Preencha com o seu email de contato.

Preencha com o seu telefone e DDD.